quarta-feira, 29 de abril de 2020

Guaraniaçu entra em estado de ALERTA para DENGUE

O Paraná tem 142.098 casos confirmados de dengue e 111 mortes, segundo o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), divulgado nesta terça-feira (28).

Em relação ao boletim da semana anterior, são 13.693 casos a mais. O número de mortes, apesar de alto, permanece o mesmo.

Ainda de acordo com a Sesa, durante a semana foram registrados três novos casos de zika vírus, que também é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti. Um dos casos é de uma gestante, de 30 anos, que mora em Cambé, na região norte. O caso é autóctone, ou seja, foi contraído dentro do município.

Conforme a Sesa, a doença durante a gravidez é preocupante porque o vírus pode ser transmitido para o feto, podendo levar lesões cerebrais e neurológicas irreversíveis.

No entanto, a possibilidade da transmissão só pode ser verificada entre a 18ª e a 20ª semana de gravidez. A gestante está bem e segue com acompanhamento pré-natal na rede pública de saúde.

Ao todo, são sete casos confirmados de zika vírus no Paraná, segundo os dados da Sesa. 

Dengue

Ao todo, 338, dos 399 municípios do estado, têm casos confirmados de dengue, segundo o boletim. Os casos notificados passam de 278 mil e abrangem 370 cidades.

Do total de municípios com confirmações, 216 enfrentam epidemia. Entre eles estão Catanduvas, Lindoeste, Janiópolis, Jandaia do Sul, Marilândia do Sul, Novo Itacolomi, Assaí, Santo Antônio do Paraíso, Ribeirão Claro, Salto do Itararé, Arapuã, Ariranha do Ivaí e Lidianópolis.

Além disso, 26 cidades estão em situação de alerta da doença. Entre elas estão Ampére, Planalto, Guaraniaçu. Califórnia e Congoinhas. 

Febre chikungunya

O boletim da Sesa também apontou um novo caso de febre chikungunya na última semana, em Andirá, na região norte. Com isso, o estado passa a ter sete casos confirmados da doença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário