terça-feira, 28 de abril de 2020

Governo do Estado admite que estuda corte de auxílio-transporte de servidores

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Hussein Bakri (PSD), admitiu, hoje, que o Executivo estuda cortar o auxílio-transporte de servidores públicos que estão trabalhando de casa durante a pandemia do coronavírus. Atualmente, os professores da rede pública estadual, por exemplo, recebem R$ 413,00 desse auxílio, pago em dinheiro. A APP Sindicato é contra a medida, afirmando que, na prática, o auxílio foi incorporado aos salários dos servidores. 

“O que existe, em função da queda da economia, a possibilidade que está sendo estudada, que seja feito um ajuste daqueles que estão em casa. Apenas está em estudo. Não há nenhuma definição por parte do governo”, afirmou Bakri, após questionamento do líder da bancada de oposição na Assembleia, deputado Professor Lemos (PT).

“Não vai ser retirado nenhum centavo de salário.Não existe nenhuma possibilidade de se retirar salário de ninguém”, alegou o líder governista. A sociedade está cobrando que nós façamos nossa parte. Não está incorporado no salário, não”, afirmou Bakri.

Nenhum comentário:

Postar um comentário