quarta-feira, 25 de março de 2020

Prefeito de Pitanga e servidores tem bens bloqueados em R$ 789 mil

O MPPR requer através de Ação Civil Pública, o afastamento dos servidores Márcio Adalberto Becher e Pedro Vinícius Arruda Schon do exercício das suas funções públicas.

A proibição de que o INSTITUTO UNICAMPO volte a contratar com qualquer entidade da administração pública, direta ou indireta, até ulterior deliberação.

A indisponibilidade de bens dos réus, Prefeito Maicol Callegari Barbosa, Márcio Adalberto Becher, Pedro Vinícius Arruda Schon, INSTITUTO UNICAMPO, Renato Pacholek e Ana Carolina Tinoco Neves, até o montante de R$ 789.000,00 (setecentos e oitenta e nove mil reais).

No documento que a nossa reportagem teve acesso, o MPPR deu um prazo de 72 horas para que o Município de Pitanga se pronuncie sobre o pedido de suspensão cautelar do andamento do Concurso Público, bem como a condenação dos demais réus nas sanções da Lei de Improbidade Administrativa.

PROCESSO DE Nº 0000880-53.2020.8.16.0136
CLASSE: AÇÃO CIVIL PÚBLICA
AUTOR: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ

Nenhum comentário:

Postar um comentário