Guarapuava 200 Anos

terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Parece filme de terror, diz mãe de bebê que chorou em carro de funerária

Um bebê dado como morto em Foz do Iguaçu chorou no carro da funerária na manhã de ontem. De acordo com os pais do Theo, que tinha apenas apenas 49 dias de vida, ele sentiu desconforto abdominal e foi levado pelos pais até o hospital da Unimed onde foi atendido.

A mãe disse que a criança foi medicada mas chorava muito o tempo todo. Quando o bebê recebeu o soro, a mãe disse que ele teve um apagão. Os médicos prontamente atenderam a criança, mas por volta das 16h30 foram informados que o Theo veio a óbito. Depois, os pais saíram do hospital para preparar as coisas para o velório, enquanto isso, um funcionário foi retirar o corpo do bebê e percebeu que a criança estava respirando. Os médicos foram acionados e começou novamente o trabalho da equipe.

Por volta de 11 horas da noite, o pequeno Theo foi transferido para Hospital Ministro Costa Cavalcanti, de acordo com os pais, ele teve várias paradas cardíacas e quase 11 horas da manhã de ontem veio a óbito.

O pai conta que não acreditou quando a Doutora disse que seu filho estava vivo. "Eu meio incrédulo, perguntei "vivo como? Quantos dias tem essa criança? Porque eu, até então, não acreditava que era meu filho para mim era uma outra criança que estava sendo confundida".

A mãe ainda comenta que busca por respostas para entender o que realmente aconteceu. "O fato de o nosso filho ter morrido quando a gente levou ele para ver uma dor abdominal já é horrível. A segunda parte mais horrível é ele ter ficado vivo esse tempo todo sem os médicos terem visto que ele estava vivo. A gente quer só descobrir o que aconteceu para saber se tem culpado, se não tem, se a gente pode fazer alguma coisa e, de preferência, que ninguém passe por isso, porque sinceramente nunca achei que fosse possível. Parece filme de terror, aquelas coisas que a gente vê na televisão e não acha que vai acontecer com a gente".

Em nota oficial a Unimed de Foz diz que o caso nunca aconteceu e está investigando para chegar a tudo que aconteceu e esclarecer os fatos.

Também temos uma nota divulgada pela assessoria do Hospital Ministro Costa dizendo que os médicos receberam a criança no domingo a noite e fizeram tudo para manter o pequeno Theo em vida, e que ele teve muitas complicações e veio à óbito antes das 11h da manhã de ontem.

A polícia de Foz disse que já abriu inquérito para investigar toda a situação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário