sábado, 25 de janeiro de 2020

Guaraniaçu - Barracão que abrigou Ervateira deverá receber até 120 trabalhadores nos próximos meses.

O Barracão onde funcionava a antiga ervateira, que mesmo pertencendo ao município, por anos só serviu para especulação imobiliária, tendo sido alugado em diversas ocasiões, sem que o município recebesse nada por isso, agora graças a determinação do prefeito Osmário Portela e do Secretário Marcelo Corona, volta a gerar emprego e renda, abrigando a L1 Indústria de Vestuário, empresa do Grupo Ibema Confeções, que só em ibema emprega mais de 240 pessoas.

Atualmente a empresa conta com 36 funcionários na unidade de Guaraniaçu, com a nova estrutura que o município está nos oferecendo em regime de comodato, vamos chegar a 120 no médio e longo prazos, disse Luciane Vanzin, diretora proprietária da empresa.

O Secretário Marcelo Corona disse que o investimento inicial seria para uma lavanderia de jeans que no auge de sua atividade poderia gerar até 35 empregos.

"Claro que não fechamos as portas para a lavanderia, continuam sendo muito bem vindos, mas por uma questão de otimização dos recursos investidos na reforma, ampliação, instalação elétrica e demais benfeitorias realizadas e que ainda estamos realizando naquele local, é que optamos por uma empresa que nos garantiu maior número de vagas de trabalho, o que é determinação do prefeito Osmário Portela, disse Marcelo Corona.

"Nosso governo tem por objetivo investir e apoiar a geração de empregos. Várias empresas locais já foram beneficiadas através da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo, seja através de terrenos, máquinas, terraplenagem, serviços de melhorias em geral e barracões. Mesmo diante de tantas dificuldades para traze-la, a ABRAPLAC já está funcionando e gerando empregos", disse o prefeito Osmário Portela.

"O trabalho feito com amor e responsabilidade mais cedo ou mais tarde gera excelentes resultados. Em apenas três anos avançamos muito, temos muito ainda por avançar e vamos avançar, mesmo contra a vontade daqueles, que quando tiveram a oportunidade, nada ou muito pouco fizeram", finalizou Marcelo Corona.

Nenhum comentário:

Postar um comentário