terça-feira, 5 de novembro de 2019

Vereadores investigados rejeitam TÍTULO de CIDADÃO Honorário a PROMOTOR que desmantelou corrupção em MANGUEIRINHA

Promotor de Justiça José de Oliveira Júnior
      A notícia de que a Câmara de Mangueirinha rejeitou o projeto de lei para dar o título de cidadão honorário da cidade ao PROMOTOR DR José de Oliveira Júnior já era previsível , foi o promotor que desmantelou e mostrou a sociedade de mangueirinha e ao Paraná o esquema de corrupção adotado por alguns políticos da cidade. 

     A NEGATIVA era previsível pois há  motivos relacionados 
aos vereadores 
da cidade , uma vergonha .... 

1) um vereador é investigado por ser sócio oculto de empresa de transportes contratada pelo Município e seu irmão está preso há mais de um mês pela prática de organização criminosa e extorsão (operação Jardim Europa), em investigação presidida pelo Promotor que não recebeu o título.

2) Outro vereador foi denunciado por organização criminosa e estelionato na Operação Jardim Europa. 

3) outro vereador teve mais de 100 mil reais indisponibilizados pela Justiça na ação do Ministério Público que apurou o escândalo das diárias da Câmara de Mangueirinha.

4) outro vereador é primo do vice-prefeito, que foi alvo de mandado de busca e apreensão pelo Gaeco, além de ter a companheira ocupando um cargo comissionado na prefeitura.

5) outro vereador faz parte da Comissão Organizadora da Expomang 2019, a qual teve que acatar a Recomendação do Ministério Público e cancelar a licitação do evento em razão dos indícios de fraude e corrupção.

Procurado pela reportagem, o Promotor de Justiça José de Oliveira Júnior afirmou que apesar de todo o carinho pela população e pela cidade de Mangueirinha, a não aprovação do projeto de título de cidadão honorário “é motivo de orgulho”, pois seria constrangedor ter que receber o título dessa atual Câmara que se destacou por escândalos e irregularidades.

“Para mim basta o carinho, respeito e gratidão manifestados pela população de Mangueirinha”, disse Oliveira Júnior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário