quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Criança de três anos tem pênis amputado em cirurgia de fimose


Um menino de três anos de idade passou por uma cirurgia de fimose e acabou tendo parte do pênis amputada. O caso ocorreu na cidade de Malacacheta, em Minas Gerais. O pai conta que o cirurgião responsável não admitiu o erro, e só obteve a confirmação do que foi feito com seu filho quando o transferiu para um outro hospital.

Na outra unidade de saúde, foi realizada uma nova cirurgia para a reconstrução da parte que sobrou do membro. O médico responsável pela cirurgia de fimose, que é a retirada do excesso de pele do pênis.
morreu em casa dias após o procedimento. A morte foi confirmada pelo município de Malacacheta, que até o momento não emitiu o laudo com a causa da morte.

O pai explicou que após pedir à enfermeira para trocar o curativo sujo de sangue, não conseguiu visualizar o membro do filho. 

A família pediu satisfações da equipe médica plantonista, mas não tiveram retorno porque os médicos não participaram da cirurgia. Agora, o pai cobra a prefeitura do município para prestar auxílio ao garoto. A cirurgia gerou despesa de cerca de R$ 10 mil, valor que foi ressarcido após repercussão do caso na mídia.

A avó da criança solicitou investigação do caso pelo Ministério Público e Polícia Civil. O caso é investigado como crime de lesão corporal. A família já foi ouvida e os integrantes da equipe médica que participou da cirurgia serão ouvidos para apurar se o erro foi apenas do médico.

Para arcar com as despesas, o pai do menino criou uma vaquinha virtual e já conseguiu arrecadar cerca de R$ 17.400,00. Ele conta que o menino tem sentido muitas dores e que espera pela recuperação da cirurgia de reconstrução do pênis e minimização do dano.

Com G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário