sexta-feira, 17 de maio de 2019

Caso Tatiane Spitzner: Justiça define que marido, Luís Felipe Manvailer, vai a júri popular

A Justiça determinou que Luis Felipe Manvailer, acusado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) de ter assassinato a advogada Tatiane Spitzner, vá ao Tribunal do Júri pelos crimes de homicídio qualificado e fraude processual. A decisão foi dada em sentença de pronúncia nesta sexta-feira (17).

A juíza Paôla Gonçalves Mancini de Lima, da Comarca de Guarapuava, na região central do Paraná, absolveu o réu do crime de cárcere privado. Na decisão, a juíza determinou ainda que a prisão preventiva do acusado seja mantida.

Luis Felipe Manvailer foi acusado pelo MP-PR por homicídio qualificado por motivo torpe, asfixia mecânica, dificultar a defesa da vítima, além de feminicídio. Ainda conforme a denúncia, o réu cometeu fraude processual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário