terça-feira, 11 de setembro de 2018

Guaraniaçu - Desbravadores realizam ações alusivas ao Setembro Amarelo.

Representantes do Clube dos Desbravadores de Guaraniaçu “Desmond Doss”, em comemoração ao Dia Mundial dos Desbravadores, desenvolveram ações alusivas ao Setembro Amarelo, celebrado no dia 10 e que chama a atenção para o suicídio entre adolescentes e jovens.

Além de visitar o Executivo Municipal, os Desbravadores também estiveram na Seção da Câmara Municipal, levando as informações também ao Legislativo Municipal.

Pelos dados da OMS, o suicídio é a terceira causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. É também a sétima causa de morte de crianças entre 10 e 14 anos de idade. O caminho é adotar medidas preventivas de ajuda e auxílio.

“É uma maneira de a gente salvar vidas porque 90% dos suicídios poderiam ser evitados se as pessoas tivessem acesso a tratamento e pudessem tratar a doença que leva ao suicídio”, afirmou o responsável pelo Clube de Desbravadores em Guaraniaçu, Roberto Ribeiro.

Segundo ele, em geral, a maior parte das pessoas que tenta colocar fim à vida sofre de algum tipo de transtorno mental. 
“Os estudos mostram que 100% de quem se suicida têm uma doença mental. Os trabalhos mostram isso. Nem 100% de quem pensa em suicídio têm doença mental, mas 100% de quem suicida têm transtorno mental”, afirmou.

A Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) lançou campanhas nas redes sociais ao longo deste mês para alertar sobre suicídio e oferecer apoio e ajuda.

A ABP quer levar isso para a população. “A ABP quer popularizar. Nós estamos levando isso para as escolas, empresas e instituições”, afirmou o médico. “O que entristece os membros da ABP é ver que as pessoas querem abordar o assunto, mas negando a doença mental, que a depressão ou a esquizofrenia existam.”

Segundo o psiquiatra, Antônio Geraldo da Silva, em geral, a maior parte das pessoas que tenta colocar fim à vida sofre de algum tipo de transtorno mental.

O médico acrescentou: “Se a gente negar que a doença mental existe como vai falar de suicídio, sabendo que 100% de quem suicida têm doença mental?”. “É uma doença como outra qualquer. Não escolhe raça, cor, nada”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário