terça-feira, 30 de maio de 2017

Bandido CONFESSA homicídio , mas quem vai preso são os PMS

Seis PMs de Balneário Camboriú são presos por suspeita de tortura

Seis policiais militares de Balneário Camboriú foram presos preventivamente nesta quinta-feira (25) suspeitos de torturar um suspeito de homicídio. Eles estão detidos no próprio batalhão por tempo indeterminado, como informou o RBS Notícias.

As prisões foram feitas após investigação da Delegacia de Investigação Criminal (DIC), que apura uma denúncia de tortura psicológica praticada por policiais do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT).

Segundo o delegado regional de Balneário Camboriú, Davi Queiroz, as prisões foram decretadas para não atrapalhar as investigações e garantir que não haja interferência no depoimento das testemunhas. A Polícia Civil acredita que eles atuavam como milicianos.

Os seis mandados foram cumpridos no batalhão e na casa dos policiais do PPT, nas cidades de Balneário Camboriú, Bombinhas, Camboriú e Itajaí. Também houve apreensão de "uma grande quantidade de munições", segundo a Polícia Civil, entre elas de fuzil calibre 5,56, além de anabolizantes, na casa de um dos PMs.

Suspeito admitiu homicídio

Segundo a Polícia Civil, o suspeito do homicício compareceu à sede da DIC e narrou "com detalhes os atos de tortura". Ele confessou o homicídio, afirmou ser dono das armas e drogas e admitiu ser integrande de um grupo criminoso que atua no sistema prisional e nas ruas.

O comando do 12º Batalhão informou que a PM vai “apurar o envolvimento dos policiais militares do PPT com a suposta tortura psicológica de um suspeito de homicídio”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário