segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Paraná é considerado maior produtor nacional de plantas medicinais

O Paraná é considerado o maior produtor nacional de plantas medicinais, segundo dados do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

O estado se destaca na produção das ervas usadas em medicamentos naturais. Entre as lavouras do estado, a campeã de produção no campo paranaense é a camomila.

Em Mandirituba, na Região Metropolitana de Curitiba, mais de 30 agricultores se dedicam ao cultivo da planta. A cidade é conhecida como capital nacional da camomila.

"O tipo de agricultura, de pequenas áreas, familiar, se enquadra nesta cultura com grande facilidade justamente por se tratar de plantas com alta rentabilidade por área. Chega a dar até 10 vezes mais que culturas como soja e milho para o produtor", comentou Laís Gomes de Oliveira, agrônoma do Departamento de Economia Rural (Deral).

A agricultura é uma das principais fontes de renda o município, que tem pouco mais de 27 mil habitantes. Atividade que gera renda e mexe com a economia. Foram quase R$ 3 milhões movimentados durante a safra de 2019, segundo a prefeitura.

Indústria

Nas indústrias que produzem os chás paranaenses, em média, são fabricados 120 sachês por minuto, que saem das máquinas e ficam separados de 10 em 10 peças, nas embalagens tradicionais de papel. Um ritmo que exige atenção dos funcionários.

Atualmente, os produtos da fábrica paranaense chegam a todas as regiões do Brasil. São chás a base de plantas medicinais e aromáticas. A camomila é o "carro-chefe", e a matéria-prima é 100% paranaense.

Durante a safra, que vai até novembro, a indústria de Adriano recebe de 60 a 70 toneladas de plantas, que são secas nas propriedades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário