segunda-feira, 18 de maio de 2020

500 paranaenses já solicitaram a Carteira do Autista

Documento dá prioridade de atendimento em serviços públicos e privados, em especial nas áreas de saúde, educação e assistência social. 

Nos estabelecimentos comerciais e de serviços, como supermercados, bancos e farmácias, o atendimento também é prioritário.

Pessoas com autismo passam a ter prioridade no atendimento em serviços públicos e privados, em especial nas áreas de saúde, educação e assistência social, com a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (CIPTEA). Em apenas uma semana, aproximadamente 500 pessoas já solicitaram o documento lançado no Paraná segunda-feira passada (04), por meio da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho e da Celepar.

Além dos serviços públicos, o atendimento em estabelecimentos privados – supermercados, bancos, farmácias, restaurantes e lojas em geral – também será prioritário. O documento é digital e gratuito, com possibilidade de impressão pelo próprio usuário ou responsável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário