sábado, 27 de abril de 2019

Campanha de reciclagem recolhe mais de 8 toneladas de vidros e lâmpadas em Laranjeiras do Sul

As secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, Educação, Viação e Transportes, Saúde e Núcleo de Educação de Laranjeiras do Sul, realizaram uma campanha de coleta de vidros e lâmpadas. 

A coleta durou 4 dias, de 22 a 25 de abril, e recolheu mais de 8 toneladas de produtos. Uma empresa especializada fez o recolhimento na sexta-feira, 26. Nesta ação, não foram recolhidos produtos como frascos de medicamentos e para-brisas. O objetivo foi tirar de circulação estes materiais que, jogados na natureza, demoram muitos anos para se degradar.

Vinte escolas, sendo 13 da rede municipal, inclusive do interior e 7 da rede Estadual, serviram como ponto de referência para a entrega. Segundo o secretário de agricultura, Celso de Azevedo, a campanha foi um grande sucesso. “Recolhemos em torno de 8 toneladas de produtos. A vantagem disso é incalculável, porque ao invés do vidro estar destruindo o meio ambiente, ele vai ser reciclado e reaproveitado. O vidro sempre foi um material fora das campanhas de reciclagem porque não se tinha destino para ele”, declarou o secretário. 

Descarte responsável

Por serem resíduos perigosos, devido à presença do mercúrio, que é um metal tóxico, as lâmpadas fluorescentes não podem ser descartadas nas coletas regulares. Ao contrário das lâmpadas incandescentes, as fluorescentes são fabricadas com componentes tóxicos como alumínio, cádmio, bário, chumbo, cromo, níquel e mercúrio. Os metais jogados na natureza, principalmente o mercúrio, causam diversos efeitos nocivos aos seres vivos. A inalação do mercúrio, quando uma lâmpada se rompe, também é altamente prejudicial à saúde humana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário