terça-feira, 15 de dezembro de 2020

Fronteira com Paraná a cidade de Abelardo Luz registra novas mortes de macacos com suspeita de febre amarela

O Setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Abelardo Luz, Oeste de Santa Catarina, registrou na última semana mais três casos de mortes de macacos-prego com suspeita de febre amarela. Com isso, sobe para nove o total de animais já encontrados no interior do município.

O último macaco foi encontrado na quinta-feira (10) na região da comunidade Pagliosa. A informação foi divulgada pelo proprietário do sítio e devido ao estado avançado de decomposição do animal não foi possível realizar a coleta de material para exames.

Dos novos animais encontrados apenas três foi possível fazer a coleta de vísceras para exames laboratoriais. Nenhum resultado de exame saiu até o momento.

A responsável pela Vigilância Epidemiológica, Rosane Ribeiro, orienta a população procurar as unidades de saúde para receber a vacina e tomar cuidado com mosquitos quando estiver em áreas de mata.

O setor reforça que febre amarela é transmitida por mosquitos e não pelos macacos. Quando um animal morre por causa da doença, existe a indicação de que na região existem insetos infectados com o vírus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário