sexta-feira, 24 de julho de 2020

Julho Amarelo alerta para prevenção das hepatites

A Secretaria de Saúde reforça durante todo o mês de julho as ações de prevenção e atenção às hepatites com atividades direcionadas a profissionais que atuam diretamente no atendimento à população. O Julho Amarelo foi instituído em todo o País, no ano passado, para ressaltar que existe diagnóstico precoce e tratamentos para as hepatites no Sistema Único de Saúde (SUS). As hepatites são um grupo de doenças que provocam inflamação do fígado e as mais frequentes são as virais.

“Hoje, temos disponíveis várias ferramentas eficazes para o combate às hepatites, como a vacina, que garante a prevenção das hepatites A e B, além dos testes rápidos, exames laboratoriais e medicamentos fornecidos na rede estadual“, destaca o Farmacêutico responsável pelo atendimento especializado em Laranjeiras do Sul, Cristian Ricardo Pinto. “Neste momento em que a Covid-19 é o foco do sistema de saúde em todo o mundo, é muito importante o alerta e reforço da secretaria para as doenças que podem ser prevenidas. Na maioria das vezes as hepatites são silenciosas, ou seja, não apresentam sintomas. Por isso, a necessidade de estarmos atentos, evitando que pessoas se contaminem e que precisem de internamento”, salienta o Farmacêutico.

Em Laranjeiras do Sul o Serviço de Atendimento Especializado (SAE), atende 94 pacientes portadores de Hepatite, sendo, 33 com tratamento mensal e 61 onde a doença está estabilizada. Os casos estão divididos em 60% homens e 40% mulheres, na faixa etária de 30 a 65 anos. A medicação é retirada mensalmente e o paciente é acompanhado com exames periódicos de quantitativo da carga viral, além de consulta médica especializada. “A Hepatite quando se manifesta, os sintomas mais comuns podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. Já o contágio se dá através do contato com sangue contaminado”, concluiu Cristian.

Existem várias medidas que podem evitar a transmissão das hepatites virais:

-Usar preservativo em todas as relações sexuais
-Exigir materiais esterilizados ou descartáveis em estúdios de tatuagem e de piercings
-Não compartilhar instrumentos de manicure e pedicure
-Solicitar aos profissionais que ofereçam esses serviços que comprovem o uso do equipamento autoclave “que é um equipamento exigido pela Vigilância Sanitária, no qual o material a ser esterilizado é colocado de forma a fazê-lo entrar em contato com o vapor de água em altas temperaturas”
-Não usar lâminas de barbear ou de depilar de outras pessoas
-Não compartilhar agulhas, seringas e equipamentos para drogas inaladas e pipadas, como o crack

Vacinação

O Brasil tem como prioridade, a realização de campanhas nacionais que estimulem os seus cidadãos a se vacinarem gratuitamente contra a hepatite B a buscarem o diagnóstico precoce. A vacinação contra a Hepatite B é realizada gratuitamente, para homens e mulheres de zero a 49 anos. Essa vacina faz parte do calendário de vacinação da criança e do adolescente e está disponível em todas as salas de vacina do SUS – Sistema Único de Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário