domingo, 28 de junho de 2020

Espigão Alto entre os ilustres da Cantu e do Paraná

ASA NEGRA

O atual prefeito de Espigão Alto do Iguaçu, Hilário Czechoski (PSDB) configura entre os ilustres gestores públicos com os maiores salários do Paraná, ocupando o topo entre os 21 municípios da Cantuquiriguaçu. O gestor que comanda uma cidade de quatro mil habitantes, que atualmente se encontra em “Estado de Calamidade Pública”, recebe mensalmente mais de R$ 21 mil reais, entre outras beneficias do cargo eletivo. Num patamar três vezes maior que prefeitos de cidades como Virmond, Reserva do Iguaçu, Porto Barreiro...

Com um teto acima dos gestores de cidades como Quedas do Iguaçu, Laranjeiras do Sul, Guaraniaçu, Pinhão, entre outros. Por outro lado, o município está no patamar dos salários de gestores como de Curitiba, Ponta Grossa, Londrina, Cascavel e Foz do Iguaçu. Cidades estas com população acima de 250 mil habitantes.

Eleito em 2016, com 54,22% dos votos, Hilário tinha como discurso de campanha a austeridade, respeito aos cidadãos e o zelo pelo erário e patrimônio público. Enquanto o prefeito ostenta, com o seu primeiro escalão, com viagens patrocinadas pelo erário público, o município vive um retrocesso administrativo e a perda de receitas. Somente na compra de combustíveis são cerca de R$ 400 mil/anuais, que o município deixa de arrecadar em tributos, sem falar, da compra “pneus”, entre outros serviços.

"Povo brasileiro! Reclamai, e vos escutarão; exigi, e tereis; ordenai, e sereis obedecido; sabei querer, e tudo vos cederá.

Uma nação não se deve recear senão da sua própria inconsciência, da sua própria relaxação, da sua própria covardia....", Rui Barbosa.

João Muniz é formado em Comunicação Social e Analista Político.

Nenhum comentário:

Postar um comentário