segunda-feira, 2 de março de 2020

Polícia diz que bebê estava tão ferido que não conseguia mamar, em Cascavel

Caso chocante foi registrado durante a noite de domingo (1º) no Bairro Morumbi em Cascavel.

Um bebê de apenas 10 meses, foi socorrido por equipe do SAMU em decorrência de princípio de afogamento por leite, porém durante atendimento foi verificado que apresentava diversas lesões pelo corpo, estando internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Pediátrica no Hospital Universitário do Oeste do Paraná, em estado grave.

Na manhã desta segunda-feira (2) a PM prestou entrevista coletiva para falar sobre a ocorrência.

De acordo com o Aspirante a Oficial, Nathan Broetto, a PM foi acionada pela equipe médica do Hospital Universitário, que notaram que as agressões na criança se tratavam de traumas antigos.

Os policiais então verificaram que realmente a criança apresentava diversas lesões, e prontamente contataram a mãe do bebê, de 16 anos.

Durante conversa, ela afirmou que o companheiro e atual marido é quem teria agredido a criança.

Além de diversos hematomas no rosto, corpo e pescoço, o policial afirmou que a criança estava tão ferida ao ponto de não conseguir ingerir o leite materno.

Devido a confissão da mãe, os policiais abordaram o acusado de agressão de 31 anos que é usuário de drogas segundo a PM, e possui passagem por violência doméstica. Durante a abordagem, o homem se apresentou bastante agitado e por isso foi necessário o uso de algemas. Além disso, ele teria dito diversas palavras ofensivas aos policiais e por isso, foi preso por desacato.

Conselho Tutelar e Nucria (Núcleo de Proteção a Criança e ao Adolescente Vítima de Crime).

Nenhum comentário:

Postar um comentário