Guarapuava 200 Anos

Guarapuava 200 Anos

sábado, 14 de setembro de 2019

Filho de ex-prefeito de Astorga suspeito de fraudar licitações explica porque rasgou documento em operação

        O filho do ex-prefeito de Astorga, no norte do Paraná, preso durante uma operação do Ministério Público do Paraná (MP-PR) na quinta-feira (12), tentou destruir documentos que seriam apreendidos pelos promotores. Um áudio cedido pelo MP-PR registrou a conversa entre Daniel Ziroldo e o promotor responsável pelas investigações.

Quatro pessoas foram presas na ação do MP-PR, entre elas o ex-prefeito de Astorga, Arquimedes Ziroldo. O grupo, composto por Ziroldo, pelo filho dele, pela nora, Luciana Ribeiro e um homem, apontado como laranja do esquema, é suspeito de abrir empresas frias para fraudar licitações realizadas pelo Consórcio intermunicipal com sede em Astorga (Cindepar).

A Justiça atendeu a um pedido da defesa de Luciana Ribeiro e revogou a prisão preventiva ainda na tarde de quinta-feira. Ela responderá ao inquérito em liberdade. Os advogados de Daniel e Arquimedes Ziroldo entraram com pedidos de revogação das prisões. Essas solicitações são analisadas pela Justiça.

Durante o cumprimento de mandado de prisão, Daniel Ziroldo rasgou documentos. Ele tenta se explicar, dizendo que o documento não era dele e, por isso, acreditou que não interessaria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário