sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Madero vence concorrentes e deve fechar a compra do Beto Carrero

         O parque multitemático Beto Carrero World, um dos maiores da América Latina e sediado em Penha (SC), está prestes a mudar de mãos. E quem deve assumir mesmo a operação, segundo a Gazeta do Povo apurou junto a fontes próximas ao negócio, é o Grupo Madero. As negociações estão na reta final e já foram realizadas as diligências necessárias. A expectativa é de que a transação seja fechada até o final do mês.

As negociações começaram em novembro e tinham, pelo menos, outros dois interessados: os fundos Advent, que opera redes de varejo como o Walmart, no Brasil, e o Carlyle, que detém, desde janeiro, uma participação de 22% no Madero.

Mas a balança pendeu para o lado da rede de sanduíches criada em 2005 pelo empresário Junior Durski, avaliada hoje em R$ 3 bilhões. Com 175 lojas no País, o Madero deve encerrar o ano com 20 novas unidades, contando as marcas Madero, Jerônimo e Steak House.

A investida marca a entrada de Durski fora do segmento da alimentação. Os planos para o empreendimento não foram divulgados. Mas uma coisa é certa: a rede colocará as marcas próprias dentro da praça de alimentação do parque

Nenhum comentário:

Postar um comentário