domingo, 11 de agosto de 2019

Brasil faz história e caminha para melhor resultado nos Jogos Pan-Americanos

Os jogos Pan-Americanos de Lima terminam amanhã (11) e a equipe brasileira tem feito história. Até agora são 142 medalhas conquistadas, sendo 46 de ouro, 37 de prata e 59 de bronze, mas o Brasil está na disputa em várias modalidades.

Ontem, por exemplo, Ederson Vilela venceu a prova dos 10 mil metros e completou a corrida com o tempo de 28min27s44, a melhor marca da carreira, para ficar com o ouro. 

O país caminha para seu melhor desempenho na história dos jogos. O melhor resultado foi em 1963, em São Paulo, quando ficou em segundo no quadro de medalhas. Na ocasião, porém, foram 52 medalhas no total. Atualmente o número de países participantes, modalidades e atletas é muito maior.

As competições de hoje poderão trazer mais medalhas e chances de ouro, para consolidar o Brasil em segundo lugar no quadro geral. O país está na final do golfe masculino e feminino; no remo, e nas categorias de quatro remos e oito remos masculino. O Brasil também briga por medalha em finais na vela, no ciclismo de estrada e na patinação de velocidade.

Estarão em disputa ainda o bronze no polo aquático feminino, contra Cuba, e na natação 1.500 metros estilo livre masculino e 1.500 metros masculino e feminino. No basquete feminino, a seleção brasileira disputa a medalha de ouro contra os Estados Unidos.

No tênis de mesa feminino, o Brasil pode garantir uma medalha se vencer os Estados Unidos em uma das semifinais. Ontem (9) à noite, Jéssica Yamada e Caroline Kumahara venceram as chilenas por 3 sets a 0. Na mesma situação está o time feminino de vôlei. A vitória por 3 x 0 sobre os Estados Unidos garantiu a seleção na semifinal, hoje, contra a Colômbia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário