quarta-feira, 12 de junho de 2019

Gestão Ratinho vai locar avião 5 meses após devolver aeronave usada por Richa

Palhaçada no Governo do Paraná .....
 O governador Carlos Massa Ratinho Junior entregou em janeiro a aeronave que ficava à disposição do poder Executivo...

"Nos próximos dias, o governo do Paraná abrirá licitação para contratar, ao custo máximo de R$ 663 mil, um novo serviço de táxi aéreo para o uso da administração estadual. O modelo é semelhante ao jatinho alugado pelo ex-governador Beto Richa (PSDB) na gestão passada, cujo contrato foi revogado há cinco meses por Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), logo que assumiu o Palácio Iguaçu.

No dia 17 de janeiro deste ano, Ratinho Junior disse que devolver a aeronave alugada, encerrando a sequência de contratos que vinham desde 2013 com a empresa Helisul Táxis Aéreos, economizaria R$ 4,2 milhões aos cofres públicos. “Estamos devolvendo a aeronave para acabar com as mordomias que vêm ao longo de décadas. A população não admite mais isso”, declarou o governador, em notícia divulgada pela agência de notícias do governo.

Acontece que, em 4 de junho, na edição 10.450 do Diário Oficial, na área destinada à Casa Militar, foi publicado um despacho do major Welby Pereira Sales autorizando a nova licitação. A intenção é “a locação, sob demanda, de aeronave de asas fixas, bimotor, turboélice, em perfeitas condições de uso, homologada e licenciada pelos órgãos aeronáuticos para transporte aéreo de passageiros (PTX)”.

Questionado pela reportagem sobre o porquê de refazer uma licitação para o governo ter de novo mais uma aeronave à disposição, a gestão Ratinho Junior emitiu nota informando que precisa fazer frente a “situações eventuais”. “Quando os aviões da frota oficial estiverem inoperantes, principalmente em razão da necessidade de manutenção preventiva periódica ou em alguma situação de emergência”, explica."

O governo argumenta que, diferentemente do contrato anterior, a aeronave não será de uso exclusivo para o governador, tampouco haverá pagamento mínimo à vencedora da licitação. Na nota, a gestão assume o compromisso que “a aeronave não estará vinculada ao gabinete do governador” e que “a locação se dará exclusivamente por demanda, com uso eventual e sem a obrigatoriedade de pagamento mínimo de horas de voo. Não havendo o uso não haverá pagamento”. 

O edital ainda não foi publicado, portanto o detalhamento da licitação não é conhecido.

Com Gazeta do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário