segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

MDB do Paraná vai começar reestruturação por cidades mais populosas

Novo presidente do MDB do Paraná, o deputado federal João Arruda, anunciou que a reestruturação do partido no Estado vai começar pelos diretórios municipais das cidades com mais de 100 mil habitantes. Entre as 20 cidades mais populosas do Estado, além de Curitiba, estão Londrina, Maringá, Ponta Grossa, Cascavel, Foz do Iguaçu, São José dos Pinhais, Colombo, Guarapuava e Paranaguá. “Vamos convocar todos os diretórios a se organizar, ou vamos montar as comissões provisórias e realizar as convenções ainda no primeiro semestre deste ano. Faremos ainda uma avaliação dos resultados e do desempenho do partido nas últimas eleições”, disse Arruda.

Prefeitos

A executiva estadual também vai organizar, para março ou abril, um fórum dos prefeitos do MDB para definir também a pauta municipalista junto ao executivo federal e Estadual. “Temos a experiência de administrações exitosas que tem respaldo popular nas cidades. Tem questões em comum nas prefeituras que vão da saúde, segurança pública e que passa também pelo transporte público, mobilidade urbana, entre outras. Os prefeitos do nosso partido vão organizar essa pauta que também servirá de base aos nossos candidatos nas próximas eleições municipais”, afirmou João Arruda. O MDB elegeu 70 prefeitos nas eleições de 2016.

Vereadores

O partido também decidiu reforçar a chapa de vereadores para as próximas eleições. Com o fim da coligação partidária nas eleições proporcionais, o MDB avalia um bom cenário para o partido aumentar as bancadas nos legislativos municipais. “Vamos filiar novas lideranças por segmentos, jovens, professores, empresários e mostrar a importância das câmaras de vereadores na fiscalização dos usos de recursos pelas prefeituras e também como um espaço para discussão assuntos pertinentes de cada cidade paranaense”, aponta o dirigente.

Na organização partidária, a executiva dividiu o Estado em 19 regionais que terão coordenadores que “vão ajudar na reestruturação do partido”. “Além da organização e da parte legal, vamos dispor aos diretórios todo suporte técnico para formação de redes sociais, cadastros, listas, entre outras inovações. Os coordenadores vão nos ajudar nesta reestruturação de cada uma das 19 regionais no Estado”, adianta o deputado.

Congresso

Ainda segundo Arruda, a reestruturação do partido vai culminar no congresso estadual que o MDB fará no mês de setembro. “Até lá, tudo estará organizado, diretórios, os setores do partido, a pauta municipalista, o conselho política, as novas filiações. A partir do congresso, o partido vai focar nas eleições municipais de 2020”, explicou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário