sábado, 1 de dezembro de 2018

Reajuste do pedágio do Anel de Integração do PR deve sair só na semana que vem

        O reajuste do pedágio no Anel de Integração do Paraná, que por contrato começaria a vigorar neste sábado (1º), deve entrar em vigor apenas na próxima semana. Para poderem aplicar a correção — que seria de 4,5% — as empresas concessionárias aguardam a homologação da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar) e do parecer do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR). Até a sexta-feira (30), ainda não haviam sido feitos. 

Segundo o DER-PR, a análise do valor da nova tarifa pode levar cinco dias úteis a partir da entrega da proposta das empresas, que foi feita na terça-feira (27). Portanto, a data limite seria a próxima terça (4). Neste sábado (1º), por exemplo, quem desceu para o Litoral do Paraná pagou os mesmo R$ 19,40 (valor para veículos de passeio) em vigor desde 1º de dezembro de 2017. Se o reajuste de 4,5% for confirmado a tarifa vai para R$ 20,27.

Na quarta-feira (28), a governadora Cida Borghetti anunciou que o Estado solicitaria à Justiça Federal que não autorizasse o reajuste das tarifas de pedágio no Anel de Integração. “Por todas as situações que acompanhamos, com as ações envolvendo a operação Integração acredito que o reajuste das tarifas vai aumentar ainda mais o prejuízo para a economia do nosso Estado”, afirmou a governadora. 

O reajuste anual é uma cláusula contratual e a aplicação está prevista para o dia 1º de dezembro. As empresas calculam os percentuais baseados em uma fórmula paramétrica composta por índices divulgados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). De acordo com os contratos, a partir da data do protocolo do pedido de reajuste das concessionárias, há um prazo de cinco dias úteis para conferência dos cálculos pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) e homologação pela Agência Reguladora do Paraná (Agepar).

Cinco das seis concessionárias que operam o pedágio nas estradas do Paraná protocolaram pedido de reajuste das tarifas no Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR).

Na sexta-feira (30) uma liminar da Justiça Federal no Paraná liberou o reajuste das empresas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário